31 de ago de 2011

mais desenhos...



um kara no deviantart pediu pra mim desenhar isso...
ps.eu só vo comessar a desenhar a HQ quando a votação terminar

30 de ago de 2011

desenhos aleatorios





to pegando o jeito pra desenhar pokemons

27 de ago de 2011

creepy pasta: dia do beta


semana passada eu não postei creepy pastas, porque eu tinha ficado sem internet, então não deu pra pesquisar nenhuma interessante.
por isso hoje eu vo compensar colocando 3 creepy pastas.
mais uma coisa:
tinham me perguntado se só iria haver creepy pastas de pokemon.a resposta é não. eu apenas estou colocando por enquanto as de pokemon, mas não se preocupem,eu vo colocar de outras coisas em breve


Questão de foco(atenções ao jogar)

Foco é algo necessário ao longo das séries de Pokemon. Centrando-se no enredo complexo, nos numerosos companheiros adquiridos ao longo do jogo, os tornando tão fortes como eles podem ser. Este não foi um problema na Geração 1: foram descobertos cheats e glitches para tornar a viagem Pokemon muito mais fácil, embora menos agradável. A satisfação deixava o jogador logo que M era capturado. Claro que, nas Gerações seguintes, isto foi resolvido. Haviam ainda mais cheats e glitches, sem dúvida, mas eles não eram tão óbvios e fáceis de se obter.

Mas você já se perguntou porque é necessário focar-se nos jogos? O jogador fica tão concentrado nele, dia após dia, durante toda a noite. Você não percebe que o mundo exterior gira sem você, para você é irrelevante. Aconteceu o mesmo com você; enquanto você lia essa história: você não percebeu que algo se moveu à sua esquerda, atrás de você, enquanto estava concentrado na tela. Não se preocupe, não é algo da linha Gastly não, é a coisa feita nos pesadelos. E está vindo na sua direção.

Por isso, sempre mantenha um olho fora da tela. Só por precaução.



Ruby Beta


Já se perguntou porque o único jogo á cores de Pokémon, Ruby/Saphirre/Emerald, não tem um sistema de dia e noite? Ele possui, sim, um sistema de horário. Mas, se possui horário, porque não noite? Até mesmo jogos feitos por fãs, os famosos HackRoms usam esses recursos.
Você quer mesmo saber o porque?
Durante a programação de Pokémon 3 BETA (Sim, Pokémon Ruby/Saphirre seria "Pokémon 3", já que seu desenvolvimento já havia começado na época de G/S/C, R/S/E seria pra GBC, mas depois passaram pra GBA), eles recriaram o sistema de Dia e Noite, assim como em G/S/C, mas agora mais realista, já que o GBA rodava as horas igualmente a um relogio. Ao dumparem a rom para testes, essa rom deu defeitos e tiveram que ficar com essa rom defeituosa mesmo. Seguem alguns defeitos:

1)Eclipse
Este aparecia durante a noite, era uma tipo de Missingno, seu nome era completamente distorcido, a unica coisa que era possivel entender era "Elpse", então associaram a eclipse, por ele aparecer apenas a noite. Podia ser capturado normalmente, seus status eram assustadores (1006 HP, 789 ATK, -26 no resto). Ele podia causar danos irrervesiveis ao seu GBA, como quebra das "caixas de som" e rompimento do Cristal Liquido da tela.

2)Rururei (Também conhecido como Hurley)
Este era um treinador comum, tinha o sprite do seu rival e o inicial da na primeiro batalha, no lvl 3 (Durante a beta, o inicial de seu rival na primeira batalha, estava lvl 3, e não 5). Ele aparecia todos os dias em horas especificas, 6:00 (Tarde ou manhã) ou 5:16 (Apenas manhã). Também causava bugs no horário do jogo e emitia sons horriveis, tais como aquele que ocorre se voce ligar o GBA e remover a fita que está nele.

3)Reirusuran (Não existe uma tradução certa disso)
Era uma ilha que só era acessivel quando você despertava o lendário da sua versão. Ela estava em fase de testes, e só havia sido usada em Ruby. No momento em que você despertava o lendário, ficava de noite, e então a ilha aparecia, onde você lutava contra o lendário. No meio do Bad-Dump, várias coisas estranhas ocorreram na ilha, tais como bugs gráficos e sonoros, Cries de Pokémon fundidas e altissimas, aparições estranhas de Eclipse e/ou Hurley e flashes altos (Que podiam causar problemas na tela do GBA ou até mesmo na visão do jogador). Não havia lendário lá, apenas uma mensagem, não podia-se entender certamente, mas dizia algo como "Come to me" (Venha para mim, em Ingles). Após a mensagem aparecer (Aparecia randomicamente), você lutava contra Hurley, ele possuia entre 5 e 13 Eclipses (Sim, bug na Team) que variavam do lvl -47 até lvl 582.

4)Shellos
Você deve saber que Shellos já havia sido projetado para R/S/E, e que utilizaria o sistema dia e noite (Shellos rosa de dia, Shellos azul de noite). Estes provavelmente foram os causadores do BadDump, na versão final do game, eles foram omitidos, mas mesmo assim, na versão inglesa ele pode aparecer por meio de Cheats ou Bugs. Dizem que sua imagem foi desenhada pelo filho de um dos programadores, que morreu logo após terminar a imagem. Mesmo se você jogar no emulador e ver Shellos, será perturbado por um bom tempo pelo espirito.



Gold Beta

Jogos betas sempre me interessaram. Eu sempre fui o tipo de perguntar "E se essa foi a versão final?" Ou "Como é que eles tiraram isso?" Na maioria das vezes eu nunca soube, mas foi divertido fingir e teorizar. Mas uma experiência que aconteceu há algum tempo mudou a minha ideia, no entanto.
Tudo começou há alguns anos atrás. Pokemon Platinum recentemente havia saído, e meu interesse em pokemon era grande. Como muitas outras pessoas da minha idade, meus jogos favoritos eram versões Gold e Silver. Após uma pequena pesquisa no google, eu descobri o Pokemon beta GS.
Fiquei empolgado tudo isso,sprites betas dos Pokémon, itens beta, e ainda em um ponto no jogo você ainda tem um skate. Comecei a ficar empolgado como um louco.
Semanas depois,tinha um site de roms que eu visitava,tinha um novo jogo acrescentado. Parecia estranho,já que eu sempre recebia um email a cada novo jogo adicionado. Nem liguei e fui ver.Quando vi,meus olhos brilharam.
Lá estava uma rom chamada "Pokemon Gold.gb"
Eu achei que era um hack,então fui logo baixar,porém,me decepcionei a ver a tela. A tela de título estava normal,com Ho-oh.Acima dele estava escrito POCKET MONSTERS 2,então o jogo estava em japonês.





Quando eu apertei start (Enter), o jogo me deu a intro normal. Prof Oak ainda tinha o sprite de R/B, e o sprite do jogador ainda era GOLD. O jogo parecia ser divertido em japones,falei com meu amigo no IM para que ele podia traduzir para mim. Ele concordou.
O jogo era legal entre si,alguns mapas diferentes,alguns Pokémon diferentes,e usava-se um skate que mais tarde seria a bike .Mas parecia ainda não ter a torre de rádio na cidade de Lavander,mas ainda tinha a Torre pokémon,algumas músicas de R/B,em alguns lugares nem música tinha.

Depois de eu ser o campeão da liga pokémon,tirei uma print da fala do Lance e mandei para ele traduzir.Ele disse que a fala estava diferente.Invés de "É o campeão da liga pokemon!" ele disse "Não continue,o perigo lhe espera.".
Eu estava um pouco nervoso, neste ponto, mas continuei.Graças ao botão de acelerar do emulador,batalhei com Blue logo.Tirei uma print e mandei ao meu amigo
Meu amigo me disse que havia uma outra mudança no roteiro.
"Se você sabe o que é melhor para você, Você vai voltar agora."
Neste ponto, eu estava pensando em desligá-lo. Mas eu estava apenas a poucos minutos de vencer Red ... Eu tinha que continuar. Eu não devia ter feito isso.
Cheguei ao topo do MT.SILVER. Dei uma olhada na minha equipe. Um level 90 Typhlosion, e alguns pokés para HM. Eu estava pronto. Subi e falei com Red. Surpreendentemente, em vez do normal "..." Era outra coisa. Eu enviei ela ao meu amigo. Ele não respondeu, então eu decidi lutar contra Red sem ele. Eu pressionei A (Er ... Z.)
A tela ficou preta.
A batalha começou.
equipe de Reds foi, infelizmente, a mesma, mas ele parecia que ele não estava mesmo tentando ganhar. Pikachu ficou usando charm, Venusaur Sunny day, etc
Um por um os pokemons de Red desmaiaram. Após seu última pokemon, Charizard, desmaiou, Red apareceu na tela novamente.
Tudo o que ele disse foi "..."
A tela cortada a preta novamente. Uma pequena linha de texto que apareceu na tela. Ela era tão pequena, tinha de ir para tela cheia para vê-lo. Ela dizia "Jay". O tema da Pokeflute tocava ao fundo. Outra caixa de dialogo escrito "Jay "apareceu. A música da pokeflute continuava. Mais "Jay"s que não paravam de aparecer, ea música pokflute manteve-se a tocar. Após alguns segundos, ele era apenas um gemido baixo demoníaco.
Tentei fechar o emulador. Um aviso apareceu dizendo "TOO LATE". Meu computador travou.
Quando eu reiniciei meu computador, eu verifiquei a minha pasta com minhas roms. Estava vazia, exceto por um arquivo de texto simples.
read.txt.
Ao Abri-lo. Dentro, havia uma mensagem simples, mas assustadora.
"
y
o
u

w
e
r
e

w
a
r
n
e
d
"
O arquivo então se apagou.
Tentei falar com meu amigo. Ele não respondeu. Tentei ligar para ele. Ninguém respondeu. Ele não estava na escola no dia seguinte também.
Eu aprendi que depois que enviei a ele que imagem, ele ficou histérico. Ele levou um ano inteiro de intensa terapia apenas para levá-lo para não ficar histérico de qualquer coisa relacionada a Pokémon. Eu ainda me sinto incrivelmente culpado por isso ...
Eu tentei fazer logon no site de emulação para tentar reconstruir minha coleção de Roms, mas eu só tenho uma página 404. Eles haviam fechado.
Mas há uma coisa que ainda me incomoda até hoje. Quando o "Jay" s foram surgindo ...
Eu nomeei meu personagem de Gold,não Jay. Jay é meu nome real.





26 de ago de 2011

desenhos aleatorios

baseados no post anterior



derpmons!
tente não rir do charmander

pergunte ao midnight parte 1



não se preocupem.. o proximo vai ficar melhor
ps: continuem perguntando
pss:agora a propaganda
obrigado ao daniel(tiras de jornal) pela pergunta...
se ele estiver lendo isso, o banner dele ja ta na minha lista

23 de ago de 2011

rabiscando um poco

acabei fazendo isso

ps:
antes q alguem venha me perguntar isso...
eu só sei desenhar faces no estilo numero 2(eu to tentando aprimorar isso)

o estilo 4(ou talvez o 1) vai ser o estilo da minha HQ(que eu nem comecei a desenhar ainda,malz)

e o estilo 3 é baseado no desenho/anime panty & stocking(q eu to tentando acompanha)

em quanto aquilo das perguntas... eu to esperando ainda esperando mais algumas perguntas pra fazer aquilo

pss: eu aceito pedidos de desenho(dependendo ,logicamente,do q voce vai pedir)

psss:eu to estudando desing grafico pelo curso SEVEN(maldita propaganda), e logo vo comessar a fazer animações(vo entrar na parte de animação daqui a 2 meses)

pssss:eu te fiz perder mais ou menos 3 minutos lendo essa besteira toda

22 de ago de 2011

desenhos aleatorios

a thayane-chan tinha me pedido pra desenhar ela como um sexy anime....


saiu isso...

21 de ago de 2011

lugar pra mais um



eu acho q não...
ps: não fui eu quem fez ess

mais desenhos...


uhu xorei
ps: eu vo responder as perguntas depois

18 de ago de 2011

joguinho: pergunte ao midnight


regras:
-faça uma pergunta de qualquer tipo(de preferencia uma coisa bem ridicula ou idiota) pra mim(vc vai fazer as perguntas na area dos comentarios)

-quando tiver um numero certo de perguntas(por volta de 5 ou 7,dependendo do tamanho das perguntas) eu vou responder em uma tirinha

-eu tambem vou estar respondendo perguntas no deviantart e no fur affnity(não se preocupem, eu vo responder todas)

-não existem perguntas idiotas até você faze-las

17 de ago de 2011

desenhos aleatorios

finalmente postei algo...

esse personagem talvez fassa parte das tirinhas...
o nome dele por enquanto eh gecko.
se alguem quizer dar um nome mais legalzinho comenta ae

9 de ago de 2011

uma notcia um tanto chata

oi pessoal
eu vim aki pra dizer q eu vo ficar um tempo sem postar

por razões pessoais(é claro)
eu não sei por quanto tempo, mas talvez em menos de duas semanas eu volto
bem ... é isso
e pra terminar (só pra não dizer q eu não postei nada)...

LIKE A BOSS


editando...
eu finalmente conesgui resolver os problemas... mas ainda não tenho nada pra postar...
ps: eu não vo colocar creepy pasta essa semana ^^

8 de ago de 2011

desenhos aleatorios

bom... mais 2 desenhos aleatorios aki hoje


o primeiro eh pra campanha do tales
e esse eh ... ele não tem motivo... eu só axei uma boa ideia pra treinar o estilo chibi

7 de ago de 2011

creepy pasta: pokemon terror black + lavander tone

oi pessoal!
bem... eu devia ter colocado a pasta ontem,mas acabei ficando sem internet e tambem fiquei sem tempo de pesquisar uma pasta manera, então eu vo colocar duas velhas mas e todo mundo conhece(porem ainda assustam um poco)
POKEMON BLACK




Eu sou o que você poderia chamar de um colecionador de jogos ilegais de Pokémon. Pokémon Diamante & Jade, Chaos Black e etc. É incrível a frequência com que você pode encontrá-los em camelôs, lojas fundo de quintal e por aí vai.

Geralmente eles são divertidos; mesmo se não for possível jogá-los (o que muitas vezes é), os erros de tradução e a má qualidade fazem com que eles sejam involuntariamente engraçados.

Consegui encontrar a maioria deles na internet, mas tem um que eu não vi nenhuma menção dele. Eu o comprei no camelô há uns cinco anos atrás.

Aqui está uma foto do cartucho, caso alguém o reconheça. Infelizmente, quando eu me mudei há uns dois anos atrás, eu perdi o jogo, então não posso fornecer screenshots. Sinto muito.

O jogo começa com a conhecida introdução do Nidorino e Gengar da versão Vermelha e Azul. De qualquer maneira, a tela do “Press Start“[1] foi alterada. Red[2] estava lá, mas nenhum Pokémon. E também dizia “Black Version“[3] abaixo da logo do Pokémon.

Ao selecionar “New Game“[4], o jogo começou com o Professor Oak[5] falando, e eu rapidamente evidenciei que o jogo era essencialmente a versão Vermelha do Pokémon.

Depois de escolher o seu iniciante, se você olhar para seus pokémons, você teria além do Bulabasaur, Charmander ou Squirtle, um outro pokémon: GHOST.

O pokémon era nível 1. E tinha a figura do Ghost que era encontrada na Lavender Tower[6] antes de obter o “Silph Scope“[7]. Ele tinha só um ataque: Curse[8]. Eu sei que existe um ataque com esse nome, mas esse ataque não existia na primeira geração, então aparentemente ele foi hackeado.

O pokémon adversário não podia atacar Ghost — ele dizia que estava com muito medo para atacar. Quando o ataque “Curse” era usado na batalha, a tela ficava toda preta. Então ouvia-se o choro do pokémon adversário, mas distorcido, reproduzido em um tom mais grave que o normal. A tela de batalha retornava, e o pokémon adversário tinha ido embora. Se você batalhasse contra um treinador, quando as pokébolas representando o pokémon aparecesse, ele teria uma pokébola a menos.

O que implicava na morte do pokémon.

O mais estranho era que depois de derrotar um treinador e ver “Red recebeu $200 por vencer!”, os comandos de batalha voltavam a aparecer. Se você escolhece “Run“[9], a batalha terminava normalmente. Você também podia escolher “Curse“. Se você o fizesse, depois de retornar para o mundo, o treinador não estaria mais lá. Depois de deixar a área e então retornar, aonde o treinador estava teria uma tumba como aquelas que vemos na Lavender Tower.

Não era possível usar o “Curse” todas as vezes. Ele falhava contra o pokémon Ghost. Ele também falharia se você usasse contra os treinadores que você teria que encarar novamente, como o seu Rival ou Giovanni. De qualquer forma, era possível utilizar na batalha final contra eles.

Compreendi que o chamariz do jogo era permitir que você usasse os Ghosts que eram impossíveis de capturar. Como “Curse” fazia o jogo tão fácil, eu o utilizei durante toda a aventura.

O jogo mudou um pouco depois de derrotar a Elite Four[10]. Depois de ver o Hall of Fame[11], que se consistia do Ghost e uns pokémons de nível baixo, a tela ficava preta. Então surgia uma caixa com as palavras “Many years later…“[12] e então aparecia a Lavender Tower. Um velho homem estava de pé, olhando as tumbas. Então você percebia que o homem era o seu personagem.

O homem se movia a metade da sua velocidade normal. Você não tem nenhum pokémon com você, nem mesmo o Ghost, que antes desse ponto era impossível de remover da sua party[13], mesmo depositando-o no PC[14]. O mundo estava totalmente vazio — não havia pessoas. De qualquer forma, ainda havia as tumbas dos treinadores em que você usou Curse.

Você poderia ir para qualquer lugar do mundo nesse momento, embora seu movimento fosse limitado pelo fato de você não ter pokémons para usar HMs[15]. Independente de onde você viesse, a música de Lavender Tower continuava tocando em loop infinito. Depois de perambular por um tempo, descobri que se você passar pela caverna dos Diglett’s, um dos arbustos que normalmente impedia o caminho para o outro lado não estava mais ali, permitindo que você voltasse para a Pallet Town[16].

Ao entrar na casa e ir para o lugar onde você começou o jogo, a tela fica totalmente preta.

Então a imagem de um Caterpie aparecia. Ela era trocada pela imagem de um Weedle, então a de um Pidgey. Então percebi, enquanto as imagens progrediam do Rattata para Blastoise, que aqueles eram os pokémons que eu havia usado Curse.

Depois de mostrar o time do meu Rival, um Youngster[17] apareceu, e então um Bug Catcher[18]. Esses eram os treinadores que eu amaldiçoei.

Durante a sequência, a música de Lavender Tower tocava, mas ia lentamente ficando mais grave. No momento que o Rival apareceu na tela, ela parecia mais uma melodia demoníaca.

Mais uma vez a tela ficava preta. Alguns momentos depois, a tela de batalha aparecia de repente — a imagem do seu treinador agora era a de um velho homem, o mesmo que te ensina a capturar pokemón em Viridian City[19].

Ghost aparecia do outro lado, junto com as palvaras “Ghost wants to fight!“[20].

Você não podia usar itens, e não tinha nenhum pokémon. Se tentasse fugir, você não conseguia escapar. A sua única opção era “Fight“[21].

Escolhendo a opção “Fight“, você teria que usar “Struggle“[22], que não afetava Ghost, mas tirava um pouco do seu próprio HP[23]. Quando era a vez de Ghost atacar ele simplesmente dizia: “…”. Eventualmente, quando seu HP chegava ao crítico, Ghost finalmente usava o “Curse“.

E a tela ficava preta pela última vez.

Independente dos botões que você pressionava, você estava preso permanentemente nessa tela negra. Nesse momento, a única coisa que você poderia fazer era desligar o Game Boy. Quando você ligava novamente, só havia a opção “New Game” — o jogo tinha apagado o arquivo.

Eu joguei essa versão hackeada muitas, e muitas vezes, e toda vez o jogo terminava dessa forma. Muitas vezes eu não utilizei Ghost, pois era impossível removê-lo da party. Nesses casos, não apareciam pokémons ou treinadores e simplesmente cortava para o clímax da “batalha com Ghost“.

Eu não tenho certeza dos motivos por trás do criador desta modificação. Ela não foi muito distribuída, por isso presumo que ela não foi feita para ganhar dinheiro. Ela foi muito bem feita para uma para uma versão ilegal.

Me parece que ele estava tentando passar uma mensagem; parece que eu sou o único receptor dessa mensagem. Eu não estou completamente certo do qual era ela — a morte é inevitável? A falta de sentido nisso? Talvez ele simplesmente quisesse injetar morbidamente morte e escuridão em um jogo para crianças. Independentemente, esse jogo para crianças me fez pensar, e me fez chorar.


agora... o segundo

A LENDA DE LAVANDER

O fenômeno do " Tom da Cidade de Lavander" é uma lenda que envolve uma inundação
bizarra de casos e mortes pelo país que foram relacionadas a série de
games "Pokémon", em particular, os primeiros dois games da série, Red e
Green.
Embora seja um evento amplamente desconhecido,devido as leis
de divulgação de empresas sediadas em Kyoto, há uma grande quantidade de
informação que foi trazida a tona por um número de indivíduos
dedicados, incluindo Seki Uchitada,Ise Mitsumoto e Satou Harue,a quem
essa página é dedicada. Agradecemos também a Andou Takeda por fornecer
as imagens e os gifs animados do fenômeno visual.
Essa análise vai
discutir o outro fenômeno que é confundido com o "Tom da Cidade de
Lavander",conhecido como "A imagem da mão branca","Animação Fantasma" e
"modelo enterrado vivo", assim como o semi-relacionado tag do
desenvolvedor que foi inserido no jogo, e como executar esses "easter
eggs" em cartuchos pós primeira remessa.
Detalhes da Patologia


Os
sintomas predominantes relacionados ao que se tornaria conhecido como o
"Lavender Town Town" incluíam dores de cabeça e enxaqueca, sangramento
dos olhos e ouvidos, alterações do humor e irritabilidade, o apego aos
jogos, violência sem sentido, reclusão e apatia, e em aproximadamente
67% dos casos, tendências suicidas. No entanto, estes sintomas só se
manifestam em crianças entre as idades de 7 e 12 anos que tenham
atingido a área de jogo conhecido como "Lavender Town", a maioria dos
quais foram revelados estar usando fones de ouvido durante o jogo
Enquanto
despeja, os desenvolvedores da área de Lavender Town tinha procurado
para fazer uma área que iria "deixar uma boa impressão sobre o jogador",
de acordo com Seki Uchitada, que era um membro da equipe de
desenvolvimento. Seki alegou que no momento do desenvolvimento, uma
série de a equipe estava interessada em fazer Lavender Town um pouco
diferente do resto do jogo.

Historia do jogo.


Os primeiros casos da "Lavender Town Tone" e com
eventos foram relatados alguns meses após o lançamento do de "Pocket
Monsters Red e Green" para o portátil "Game Boy".Esses videogames eram
muito populares com as crianças entre as idades de sete e doze anos (seu
núcleo demográfico), que foi sem dúvida uma das razões pelas quais o
"Lavender Town Tone" teve o nível de gravidade que se diz. No jogo, o
jogador assume o papel de um "Trainador", cuja missão é capturar, domar e
treinar animais selvagens chamado de "Pokémon" para a batalha. Estes
jogos, e as duas mais recentes adições à série "Pokémon Gold e Silver",
um anime, mangás, figurinhas, um jogo de cartas colecionáveis e jogos de
consoles caseiros transformaram Pokémon em uma franquia de bilhões de
dólares.
Em uma parte do jogo, o treinador chega a um pequeno lugar
fora da rota, chamado "Lavender Town" (シオン タウン),. Esta cidade é uma das
menores aldeias no jogo (com exceção da cidade natal do treinador,
Pallet), e possui o menor número de serviços disponíveis para o
treinador, do que qualquer outra cidade do jogo - na verdade, o local
seria normal se não houvesse "Pokémon Tower" (ポケモンタワー), localizado lá -
um colossal edifício que contém os túmulos de centenas de Pokémons
falecidos.
Teoriza-se que, devido a esta localização no jogo, pelo
menos duas centenas de crianças perderam suas vidas, e muitos mais
desenvolvidos doenças súbitas e distúrbios - e isso não leva em conta as
vastas ondas de doenças não reportadas e mortes cujas causas passaram
despercebidas.


História da Patologia [$ HIP]


Não antes da temporada Primavera / Verão
de 1996 que os casos que acabariam por tornar-se ligados a música da
cidade de Lavender começaram a surgir. O mais antigo registro do
reconhecimento dos efeitos da Cidade Lavender que o autor pode encontrar
veio de um relatório interno feito em junho de 1996 pela empresa Game
Freak Inc. ,que foi então vazado por um dos seus ex-funcionários, a Sra.
Satou Harue. Nele, um funcionário dá uma lista de nomes, datas e
sintomas - os registros de crianças com idades entre 7 e 12 anos que
tinham sofrido vários problemas médicos relacionados ao seus jogos
Pokémon Red e Green. Alguns registros estão listados abaixo, com a lista
completa no Apêndice A .
(Note-se que as entradas no apêndice
também não suportados incluem sintomas da "Lavender Town Tone" fenômeno
de áudio, mas a partir do chamado "Mão Branca", Animação Fantasma" e
"modelo enterrado vivo", todos os que foram fenômenos visuais que
provocou sintomas semelhantes, porém distintos. Mais detalhes sobre a
Parte Dois).

京 极 胜 女, 12 de abril de 1996 (11). A apnéia
obstrutiva do sono, enxaquecas graves, otorragia, zumbido.
千叶 広 幸: 23
de maio de 1996 (12). Geral irritabilidade, insônia, dependência do
videogame, hemorragias nasais. Desenvolvido em raias violentas contra os
outros e, finalmente, a si mesmo. [自杀]
桃 井 久 江: 27 de abril de 1996
(11). Enxaquequecas incidentes, irritabilidade. Eventualmente tomou
analgésicos mistos.
吉 长 为 真: 4 de Março de 1996 (7). Enxaqueca,
comportamento letárgico e lento, apatia. Desenvolveu surdez, e
desapareceu. Corpo foi encontrado ao lado de uma estrada em 20 de abril
de 1996.

O documento que foi distribuído internamente, foi a
primeira vez que estes incidentes foram relacionados com osjogos da
série Pokémon - até então, a causa não tinham sido descoberta ou
diagnosticada por profissionais da medicina. Na verdade, é duvidoso o
fato de como a companhia deu um jeito de descobrir os casos
relacionados com o evento sem procurar o conselho de serviços de saúde.


Os
sintomas predominantes relacionados ao que se tornaria conhecido como o
"Lavender Town Town" incluíam dores de cabeça e enxaqueca, sangramento
dos olhos e ouvidos, alterações do humor e irritabilidade, o apego aos
jogos, violência sem sentido, reclusão e apatia, e em aproximadamente
67% dos casos, tendências suicidas. No entanto, estes sintomas só se
manifestaram em crianças entre as idades de 7 e 12 anos que tenham
atingido a área de jogo conhecido como "Lavender Town", a maioria , a
maioria dos quais foram revelados estarem usando fones de ouvido durante
o jogo.
Como se soube, os desenvolvedores da área de Lavender Town
tinham buscaram uma maneira de fazer uma área que iria "deixar uma boa
impressão sobre o jogador", de acordo com Seki Uchitada, que era um
membro da equipe de desenvolvimento. Seki alegou que na época do
desenvolvimento, uma parte da equipe estava interessada em fazer
Lavender Town um pouco diferente do resto do jogo.

"A Torre
Pokémon é um resultado visível disso", disse Seki (Revista "Dimmensions
of Game"), em entrevista no início deste ano. "Isso, e o fato de
Lavender Town ser diferente de todas as outras cidades no jogo: ela é
menor, tem menos pessoas que a ocupam, não tem um ginásio ... e, claro, a
música era muito, muito assustador. Na verdade, na primeira versão do
jogo, fomos informados de alterar um pouco a música tocou no fundo de
Lavender Town ... porque o nosso gerente nos disse que deixaria as
crianças chateadas. A música usada nas versões posteriores é diferente."
Ou
Seki não tinha conhecimento do impacto total do Lavender Town Tone,ou
estava subestimando o quão tristes as crianças ficariam - não se falou
masi sobre a música no artigo, mas existem outras menções as
características macabras da cidade de Lavender.

O que Seki não
divulgou para Dimmensions Game's Magazine foi que a música usada no
lançamento do primeiro lote de Pokémon Red e Green foi formulada a
partir de um experimento em "binaural beats", usando algumas diferentes
freqüências de som, cada freqüência jogado em um ouvido por fones de
ouvido, possibilitando que vários efeitos psicológicos fossem induzidos
sobre o ouvinte. Na maioria das versões dos lançamentos primeira
remessa, resultaram aos jogadores um sentimento inquieto, apreensivo, e
ligeiramente perturbado. No entanto, em mais de duas centenas de
crianças, provocou uma série de distúrbios no cérebro que foi detectada
apenas porque era indetectável por ouvidos humanos plenamente
desenvolvidos - sendo assim, apenas as crianças foram vítimas dos
tons, resultando em problemas psicológicos e fisiológicos que em alguns
casos, levou à morte - muitas das quais foram suicídios. No entanto, o
"Lavender Town Tone" representa apenas alguns dos problemas que afligiam
os infelizes o suficiente para obter os cartuchos primeira remessa.
Embora não sejam bem conhecidos, há uma variedade de efeitos visuais
utilizados em Lavender Town, que também trouxe graves problemas de saúde
nas crianças, alguns das quais ainda são capazes de serem produzidos em
jogos feitos após o primeiro lote.

Patologia Resumo Detalhe-Visual
Estes efeitos visuais
são conhecidos nos meios de programação, "Sprite da Mão Branca", a
"Animação Fantasma", e "Modelo Enterrado vivo".Nesses casoas, foi
descoberto que o efeito causava dores de cabeça, náuseas e em casos
mais graves, hemorragia do cérebro e os pulmões. Enquanto cerca de 70%
das Síndromes de Lavender Town (LTS) é devido ao tom lavanda, o
percentual restante é dividido entre esses fenômenos visuais. Isto é em
parte devido aos estímulos visuais que ocorrem depois que o jogador é
introduzido ao tom lavanda. Tem sido teorizado que os afetados pela
estimulação sonora, tais como os surdos ou deficientes auditivos,
compõem os restantes 30%. Durante a visualização destes modelos pode
causar estes efeitos, existem certos métodos que permitem que um
espectador de forma segura examiná-los detalhadamente.

]The White Hand Sprite

Conhecido
no código como WhitHand.gif, foi escrito para aparecer como um Pokémon
no terceiro andar da Torre de Lavender. É dividido em quatro animações
distintas: uma introdução (o grito de "um Pokemon solta antes de uma
batalha),uma nula , e dois ataques. Estes ataques são desconhecidos,
pois eles são listados simplesmente como "Punho" e "Brutal". Ao
visualizar a animação é provado que são perigosos, exibindo os quadros
do modelo é comprovado que não há adversos. A Mão Branca é retratado
como uma mão atrofiada, ligeiramente deteriorada, com atenção ao detalhe
surpreendente: a carne está se deteriorando para trás a partir do osso
e tendões pendem realisticamente fora do pulso. O primeiro ataque é a
mão com o punho cerrado, em seguida, balançando para a frente. No
entanto, a "animação" brutal está faltando vários quadros: A mão parece
abrir-se, em seguida, corta para fora. Após alguns segundos, ele
reaparece, fechado novamente. Nenhum registro foi encontrado um desses
quadros desaparecidos.


Ghost Animation



A animação fantasma, codificada como
Haunting.swf, foi concebido para ser colocado em diversas áreas ao longo
da torre, incluindo o centro de um caminho no segundo andar. No
entanto, os jogadores não podem interagir com ela, deixando muitas
pessoas a acreditar que ela foi concebida como uma característica de
fundo ". A animação fantasma também deve ser vista em quadros
individuais. Ela é composta de 59 quadros no total. No entanto, após a
extração, cerca de metade desses quadros se revelaram ser do modelo
padrão utilizado no fantasmas pokémon. Cerca de um quarto dos quadros
restantes são compostos de estática, para produzir um efeito de
"fading". No entanto, intercaladas com as rajadas de estática são vários
quadros de rostos de pessoas gritando, junto com as imagens de um homem
esquelético em uma capa (hipótese de ser o Grim Reaper) e de vários
corpos mortos. O significado por trás dessas imagens é desconhecido-
Embora sob juramento perante o Conselho da Comissão de Jogos, o
progamador líder, Hisashi Sogabe testemunhou ter "Nenhum conhecimento a
respeito de onde estas imagens vieriam à tona." Fora de todos os
fenômenos associados à LTS, essa animação é oque mais se especula sobre :
Em sua tese "Videogames e manipulação da mente humana", o Dr. Jackson
Turner afirmou que as imagens foram deliberadamente colocados. Devido ao
seu curto espaço de tempo que aparecem na tela, e à natureza gráfica
das imagens, Turner teoriza que estes foram feitos para subliminarmente
influenciar jogadores a se sentirem cada vez mais assustados em um
ambiente pertubador.


The Buried Alive Model



Muitas vezes referida como o seu
código, o script Buryman, o modelo do homem enterrado era para ser
encontrado no final da história da Torre de Pokémon, em que foi
substituído com o fantasma Marowak. De acordo com os scripts que lhe são
atribuídas, o Modelo enterrado vivo foi concebido para ser o "chefe"
da torre. Depois de chegar ao piso mais alto, a seguinte conversa teria
ocorrido.


Buried Alive: Você está ... Aqui.
BA: Eu estou
preso ...
BA: E eu estou sozinho ...
BA: Muito solitário ...
BA:
Você não vai se juntar a mim?


Depois disso, a batalha teria
sido iniciada. Uma vez em que se esteja no modo
"Visão de batalha", o
modelo Buried Alive parece ser um cadáver em decomposição humana
tentando rastejar para fora da terra. Ele foi programado para ter dois
"White Hand", um Gengar e um Muk. Curiosamente, um protocolo para as
ações do enterrado vivo depois que foi derrotado não foram escritos. No
caso do jogador de derrotá-lo, o jogo iria congelar. No entanto, um fim
específico foi escrito por um programador desconhecido ao perder a
luta. Neste final, o homem enterrado devia diria, "Finalmente carne
fresca!" seguido por várias linhas de rabiscos. Ele arrastaria o
personagem do jogador para o chão ao redor dele. A cena iria terminar
com uma tí________ tela de "Game Over" , mas no fundo, uma imagem do
personagem enterrado vivo devorando o jogador seria mostrada.
Especialmente estranho são os protocolos para depois desta cena. O
cartucho deveria carregar a imagem da memória interna contida no Game
Boy, substituindo a tela do título que, normalmenteaparece quando o
gameboy liga. Em vez disso, quando ele foi iniciado, o jogador deveria
ver esta imagem como o arquivo de som staticmesh.wav foi tocado. O
propósito para este efeito, ao contrário de muitos outros fatores que
conduzam LTS, é desconhecido.


4 de ago de 2011

desenhos aleatorios


mais um desenho completamente aleatorio
axo q eu exagerei um poco

3 de ago de 2011

matérias especiais: dublagens nonsense

bem pessoal, eu to sem desenhos.... então comessei a pensar em colocar algumas materias doidas aki no blog. e qual o melhor geito de comessar do que com algo que costuma me fazer rir quando eu vejo um anime dublado, coisas sem sentido....pra começar esse eu gostaria de mostrar uma das cenas mais nonsense do dragonball... não eu não estou falando do "mais de 8 mil"(por enquanto) e sim dessa cena:

pera aí... oque ele quis dizer com "tomar café com leite"??? pelo geito foi algo realmente ruim, já q o kurilin reagiu meio irritado.
pior ainda é saber que no episodio seguinte ocorre outra gafe... quando eles estão procurando pelo dr maki, o kurilin fala" eu acho que agente devia mesmo ir tomar café com leite"
quando eu vi essa cena eu tive certeza q devia fazer um posta sobre isso...
bem, isso não se limita apenas ao dragonball, outras ainda piores e em escala épica ocorrem no cavaleiros do zodiaco. saca só...

mas vamos parar rapidinho de falar dos animes e ir pra um dos meus filmes da disney favoritos... o rei leão
todo mundo ja viu esse filme, e acredito eu q ninguem percebeu isso:

essa é minha cena favorita do filme,mas... pera aí... eu ouvi isso mesmo??? o pumba disse "largue a arma"? WTF!!!
mais uma q agente poderia colocar aki são os varios momentos do anime yuyu hakusho em que yusuke fala varias "frases de efeito" como as listadas abaixo
"Dane-se o mundo que eu não me chamo Raimundo!"
"Você é grande, mas não é dois, eu sou pequeno, mas não sou metade!"
"Rapadura é doce, mas num é mole não!"
"Eu não tenho samba no pé, mas eu bato pra caramba!"
"Quer aparecer, bota uma melancia no pescoço!"
serio... de onde veio essas ideias dos infernos
bem...mas falando serio. eu não quero dar uma de critico ou irritar vcs(mais do que eu ja irrito) com essas coisas estranhas, mas o fato é... tudo isso é verdade e faz parte da nossa "cultura"

2 de ago de 2011

falando em beyblade...


pera ai...
eu axo q tem coisa errada aki